0 item(s)R$0,00

Mais Imagens

Almofada MALAQUITA

Descrição Rápida

Almofada Verde Malaquita

Disponível: Em estoque

R$149,00

Detalhes

COLEÇÃO PEDRAS VERDES | Almofada Verde Malaquita | Cor: Verde Malaquita | Tamanho: 45x45cm | Frente: Crochê confeccionado com lã 100% acrilico | Verso: tecido viscose | Validade: Indefinida | Acompanha enchimento: fibra siliconada | IMPORTANTE: por se tratar de uma peça artesanal, mantemos um estoque minimo e limitado. Caso deseje uma quantidade maior, favor entrar em contato através do e-mail atendimento@vivianparre.com.br para lhe informarmos sobre o prazo de confecção e entrega. Crochê é uma arte secular, o nome vem de um termo existente no dialeto nórdico que significa gancho (origem também na palavra francesa “croc”) referindo-se a forma do bico da agulha de Crochê, que puxa os pontos. Algumas teorias apontam sua origem na Europa, outras de que a técnica foi criada na Arábia e chegou à Espanha pelas rotas comerciais do Mediterrâneo, e posteriormente se difundiram entre tribos da América do Sul, que usavam os adornos em rituais de puberdade. Na China, confeccionava-se bonecas, porém, não se tem evidências concretas sobre exatamente onde se originou esta arte. Sendo assim, nosso objetivo consiste em promover a arte do Crochê, reinventando este saber tradicional com um toque de inovação e enaltecendo a beleza do artesanato. O aprendizado foi passando de geração para geração, desde nossas antepassadas Catarina Vivian e Josefina Parre, e hoje temos o imenso prazer em oferecer peças confeccionadas à mão, usando somente agulha, lã e muita criatividade. O nome escolhido para o tom Verde foi MALAQUITA, relacionado a uma pedra verde que é um mineral lindo, caracterizado por círculos com variados tons de verde. É parte do grupo dos carbonatos (carbonato de cobre (II)) e bem macio, com 3,5 e 4 na Escala de Mohs. Seu sistema cristalino é monoclínico, e frequentemente forma massas botrioidais, fibrosas ou estalagmíticas. A malaquita geralmente resulta da alteração de minérios de cobre e ocorre frequentemente associada com azurita, goethita e cuprita. À exceção da cor verde, as propriedades da malaquita são muito similares àquelas da azurita, e agregados conjuntos dos dois minerais são encontrados com frequência, embora a malaquita seja mais comum do que a azurita. Foi usado como um pigmento mineral em pinturas verdes da antiguidade até aproximadamente 1800. O pigmento é moderadamente resistente à luz, muito sensível a ácidos e variável na cor. O tipo natural tem sido substituído por sua forma sintética, verditer entre outros verdes sintéticos. Ela foi principalmente utilizado no Antigo Egito tendo a particular importância nos séc.XV XVI, sendo mesmo referenciado no livro Cennino Cennini “Il libro dell’arte”. Atualmente, grandes quantidades de malaquita têm sido extraídas nos montes Urais.

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.